REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

domingo, 26 de outubro de 2014

DICIONARIÁ DE IORUBA!!!!!






  • A
    ABADÁ – Veste branca ou de cor de mangas largas, usada pelo Yorubás. ABADÔ – Parte da vestimenta da Orixá Oxum ABALÔ – Nome dado a Oxum quando brinca com o leque. ABARÁ – Bolo feito com massa de feijão-fradinho, cebola, camarão-seco, sal, enrolado com folhas de bananeira e cozido no vapor de água quente. ABASSÁ – Terreiro de Candomblé que segue os preceitos da nação Angola. ABATÁ – Sapato ou qualquer tipo de calçado. ABÊ – Tida como irmã gêmea de Badé, vodum feminino cultuado no Maranhão. ABEBÊ – Leques de Oxum e Yemanjá, sendo o de Oxum metal dourado e o de Yemanjá metal prateado. ABIAN – Nome dado ao iniciado no Culto dos Orixás que ainda não recebeu qualquer tipo de obrigação. ABICUN – Uma criança que morre logo após o parto para atormentar os pais, nascendo e renascendo indeterminadamente. ABIODUN – Título de um dos Obás de Xangô. ABÔ – Banho de ervas sagradas dos Orixás. ABOMI – Um dos nomes atribuídos a Oxum e a Xangô, em cultos ligados a água. Abomi quer dizer ao Orixá: aceite água. ACAÇÁ – Comida ou alimento dos Orixás. Bolo feito com massa de farinha de milho branco ou arroz, cozido em água, sem sal e envolto em folhas de bananeira. É comida votiva do Oxalá, mas pode ser ofertada a qualquer outro orixá. ACARAJÉ – Bolo feito com massa do feijão fradinho, cebola, camarão seco, sal, e frito no azeite de dendê. ADARRUM – Toque do Orixá Ogum. ADARRUN – Toque rápido e contínuo dos atabaques para chamar os Orixás nas cabeças dos filhos de santo; para forçar os deuses a descer. ADÉ - Homem com trejeitos femininos, homem afeminado. ADIÊ – Galinha preparada para sacrifício aos Orixás. ADJÁ – Pequeno sino cerimonial. Campânula de metal com duas ou mais bocas tocadas pelo pai ou mãe-de-santo, nas cerimônias rituais a fim de facilitar o transe dos filhos de santo. ADOBALÉ – Nome dado ao ato de deitar-se no chão para ser abençoado pelo Orixá. ADOCHU – Nome atribuído aos iniciados no culto dos Orixás, e também nome de um pequeno cone feito com ervas e outros axés. ADUN – Comida de Oxum feita com milho torrado e moído, com um pouco de azeite de dendê e mel de abelhas. ADUPÊ – Bode. AFOMAN – Um dos nomes do Orixá Omulu, em Candomblés baianos. Deriva de Afomó: contagioso, infeccioso. AFOXÉ – Ritual de cunho folclórico, muito difundido na Bahia. AGANJU – Umas das qualidades de Xangô no Brasil. Em Yorubá significa deserto. AGÉ – Pessoa que não entende o Ritual. AGODÔ – Umas das qualidades de Xangô no Brasil. AGOGÔ – Instrumento de percussão feito de sinos que marcam o toque dos orixás. ÁGUAS DE OXALÁ – Cerimônia de purificação do terreiro. Esta Cerimônia marca o início do ciclo de festas litúrgicas nos Candomblés de origem Yorubá e Jeje no Brasil. AGUÉ – Nome de um vodum Jeje, que corresponde ao orixá Ossain. AGUERÊ – Dança de Iansã. AGUERÉ – Toque cadenciado com 2 variações: uma para Oyá, outro para Oxóssi. É conhecido como “quebra-pratos”. AGUIDAVIA – Varetas de cipó, goiabeira, marmelo ou ipê utilizadas para tocar atabaque. AIÊ – A terra, o solo, sob o domínio de Obaluaiê. AIRÁ – Xangô velho – Uma das qualidades de Xangô. AIUKÁ – Fundo do mar, para o povo Banto. AJAPÁ – Cágado, tartaruga. O animal sagrado de Xangô. AJÉ – Feiticeira AKÃ – Faixa usada para amarrar no peito dos médiuns incorporados. AKEPALÔ – Sacerdote. AKESSAN – Um dos nomes do Orixá Exú. AKIKÓ – Galo AKIRIJGEBÓ – Freqüentador do Candomblé. AKOKEM – Galinha D’angola. AKUKÓ – O mesmo que Akikó - Galo. ALÁ- Deus para os daomeanos da nação Jeje. ALABÉÊ – Tocador de tambores líder no terreiro. Aquele que canta pontos de Candomblé. ALAFIM – Uma das qualidades de Xangô. ALAKETO – Nação do povo Iorubá-Nagô. ALFANGE – Objeto semelhante a uma espada. ALIBÃ – Polícia. ALOJÁ – A dança do ritual de Xangô. ALOYÁ – Senhora Oyá. O mesmo que Iansã ou filho de Oyá. ALUÁ – Bebida feita com farinha de milho ou de arroz, fermentada em água com cascas de frutas, gengibre e um pouco açúcar. É servida nos terreiros de Candomblé, principalmente aos caboclos. ALUAIÊ – Nação Jeje – Angola ALUBOSA – Cebola ALUFAM – O mesmo que olufóm, Senhor da cidade de Ifóm, a que mais cultua Oxalá. ALUJÁ – Batida de tambor especial para Xangô. AMALÁ – Faz parte da culinária sagrada de Xangô. Comida feita com quiabos. AMOBIRIM – Mulher que não casou , mulher solteira. ANA – O mesmo que ontem. ANAMBURUKÊ – Um dos nomes de Nanã Burukê, a mais velha de todos os Orixás. ANGOLA – Região do sudoeste da África, de onde vieram negros escravos para o Brasil, trazendo vários dialetos de origem Bantu como Kimbundo, Embundo, Kibuko e Kikongo. ANGORÔ – Na nação angola, significa qualidade de Oxumarê. AÔBOBOI – Saudação do Orixá Oxumarê. APAOKÁ – Orixá da jaqueira, por ser muito cultuado nela. APARÁ – Uma das qualidades da Orixá Oxum, quando se apresenta carregando uma espada. ARÉ – Culto ao orixá Ogum na Nigéria. ARÊ – Ruas e Encruzilhadas. ARESSA – Um dos 12 ministros de Xangô. ARIAXÉ – Banho ritual com folhas sagradas para os iniciados. Ariaxé também é o nome do local onde são feitos estes banhos. ARIDÃ – Fruto do qual se origina o Obi. ARROBOBÔ – Uma das saudações do Orixá Oxumarê. ARUQUERÊ – Objeto de metal usado por Oxóssi. ASSENTAR – Consagrar objetos lançando mão de apetrechos e rituais, a fim de oferecê-los ao Orixá que se quer. ATABAQUES – São três tambores de tamanho pequeno, médio e grande, que marcam o ritmo e a cadência dos cânticos. O maior se chama RUM, o médio RUMPI e o pequeno LÉ. ATARÉ – Pimenta da Costa. ATIM – Pó de pemba. ATOTÔ – Expressão muito utilizada no Brasil para saudar o Orixá Omulu / Obaluaiê. AXÉ – Força vital que dá vida a todas as coisas, presente especialmente em objetos ou seres sagrados, também nome de objeto sagrado. Expressão utilizada para passar força espiritual, podendo ser ainda, o mesmo que amém, assim seja. AXEXÊ – Ritual fúnebre para libertar o espírito da matéria. AXÓ – Roupas dos filhos de santo. AXOÔGUN – Espécie de Ogan que tem como função sacrificar animais para os Orixás. Ele tem conhecimentos a respeito d e todos os sacrifícios, rituais, rezas, cantigas e maneiras de agradar os Orixás. AXOQUÊ – Um dos nome de Yemanjá no Candomblé de origem Bantu. AXOXÔ – Comida feita com milho vermelho cozido, enfeitado com fatias de coco. Comida dada aos Orixás Ogum e Oxóssi. AYÊ – Tem dois sentidos, podendo significar terra ou vida. AZANODÔ – Espécie de vodun muito cultuado na casa de minas, no maranhão. AZÊ – Capuz de palha da costa usado por Omulu ou Obá. B
    BABA – Pai BABÁ – Expressão usada para saudar Oxalá BABALAÔ – O sacerdote do culto de Ifá. Quer dizer: aquele que tem o segredo. Diz-se da pessoa que pode ver através do jogo de Opelê-Ifá (jogo de búzios). BABALORIXÁ – Sacerdote líder. Só pode chegar a essa posição depois de sete anos de ter sido feito no santo. O mesmo que pai de santo. BABALOSANYIN – Pessoa (com preparo especial)encarregada de colher as ervas sagradas dos Orixás. BABA KEKERÊ – O mesmo que Pai Pequeno. BACO – Ato sexual. BALÊ – Cemitério, casa dos Eguns. BALUÉ – Banheiro, local de banho. BARÁ – Nome do Exú que protege o corpo. BARCO – Nome dado ao grupo de filhas e filhos de santo iniciados ao mesmo tempo. BARRACÃO – Onde as cerimônias tomam lugar. BARRAVENTO – Gíria que define o desequilíbrio momentâneo que os filhos de santo sofrem antes da incorporação. BARU – Nome dado ao Xangô violento, ligado ao fogo e, às vezes a Ogum. BATETÉ – Comida dos Orixás. BOBÓ – Comida dos Orixás. BORI – Sacrifício animal, cerimônia, primeiro estágio da iniciação. BRAVUN – Toque dos atabaques, sonorizados de forma a chamar diversos Orixás. É também a dança de Oxumarê. C
    CABAÇA – Fruto do cabaceiro utilizado em diversas formas, e em diversos rituais. CAÇUTE – Na Bahia, CAÇUTE é uma espécie de Oxalá. CALIFÃ – Prato ritualístico com 4 búzios, onde se pede a confirmação aos Orixás em certos rituais. CALUNGA – Termo que designa uma espécie de entidade da linha de Iemanjá. Pode ainda significar Cemitério (Calunga Pequena) e mar (Calunga Grande). CAMARAN-GUANGE – Na nação Angola, é uma espécie de Xangô. CAMBONA(O) – Auxiliar sagrado dos rituais de Umbanda. CAMUTUÊ – Cabeça dos filhos de santo. CANDOMBLÉ – Nome que define os cultos afro-brasileiros de origem Jeje, Yorubá ou Bantu. CAÓ – Saudação a Xangô. CAPANGA – Uma espécie de bolsa que os Orixás usam para carregar seus apetrechos. CARREGO – Pode vir a ser um despacho, uma obrigação ou qualquer tipo de carga negativa. CARURU – Comida de Ibêji, feita com quiabos, frango, sal e azeite de dendê. Também pode ser um tipo de erva comestível, de paladar semelhante ao espinafre. CATENDÊ – Para o povo de Angola, é uma espécie de Ossain. CAVARIS – Conchas da África, búzios, instrumento pelo qual se faz as consultas a Ifá. CAVIUNGO – Inkice correspondente ao Omulu dos Yorubás. CAVUNJE – Moleque. CAXIXI – Instrumento utilizado nos cultos para acompanhar os cânticos. É feito com vime trançado, e tem em seu interior algumas sementes. CINCAM – O mesmo que “não”. COITÉ – Fruto que partido ao meio, serve como recipiente para servir bebidas aos orixás e participantes do culto. COLOBÔ – Exú. COLOFÉ – Abenção. CONCINCAM – O mesmo que “sim”. CONGO – Subdivisão do Angola-Congo. Congo é a nação do povo Banto. CURIMBA – Os cânticos realizados da Umbanda. D
    DÃ – O mesmo que Oxumarê. DAGÃ – Filha de santo antiga na casa, encarregada de tratar dos exús. DAMATÁ – O mesmo que Ofá. DANDÁ – Tipo de raiz, utilizada nos cultos aos Orixás por suas diversas utilidades. é mais conhecida como dandá da costa. DANDELUANDA – Yemanjá na cultura Bantu. DAOMÉ – O mesmo que DAHOMEY, antigo nome da atual República de Benin, na África. DECIÇA – Esteira de tapume. DELONGÁ – Prato DELONGA – Vasilha de beber. Caneca. DESPACHO – Algum ebó que se oferece aos Orixás em troca de conseguir o que se quer. O despacho é feito fora do terreiro e geralmente envolve queima de pólvoras e holocaustos. DIA DE DAR O NOME – É o dia da festa de Orukó, realizada após a iniação de um Yaô, quando o Orixá diz seu nome em público. DJINA – Nome dado aos iniciados nos cultos de origem Bantu e que fará conhecido pela comunidade. Como o nome não deve ser pronunciado em vão, chama-se o nome pela Djina. DOBALÉ – Pode ser saudação entre orixá femininos ou o ato de bater a cabeça. DEBURÚ – Pipocas. DOUM – Segundo a lenda Yorubá era o nome de Exú quando criança, por ter uma forte semelhança com os Ibejis (crianças). DUDÚ – De cor preta, em Yorubá. DZACUTA – Aquele que atira pedras. É também uma das qualidades de Xangô no Brasil. E
    EBÁ – Despacho feito a Exú. EBÓ – Toda e qualquer comida ritualística oferecida aos orixás, independentemente se é para agradar o Orixá ou para servir como despacho, por exemplo. EBÔMI – Estágio atingido pelo iaô depois de sete anos de aprendizado. EBÔMIN – Filha de santo que cumpriu a iniciação. ECHÉ – Oferenda feita com as vísceras dos animais consagrados a seus respectivos Orixás. EDAM – A cobra de Oxumarê. EDÉ – Cidade da Nigéria que cultua Eguns. EDI – Ânus. EDU – Carvão. EFÓ – Comida de Ogum feita com caruru e ervas. ÉFUM – Desenhos feitos com giz no corpo dos iniciados. EFUM – Farinha de mandioca. EGÊ – Sangue de animais, o mesmo que “xôxô”. EGUNGUM – Osso. Refere-se também aos espíritos dos antepassados. EGUNITÁ – Qualidade de Iansã. EGUN – Alma, espírito desencarnado. EIRU – Mocotó ou rabada cerimonial. EJÁ – Peixe. EKÊ – Fingimento, mentira. EKEDE, EKEDI – O mesmo que Cambona(o). EKÓ – Espécie de acaçá ofertado a todos os orixás e, principalmente a Eguns. EKU – Morte. ELEDÁ – Senhor dos vivos. Entidade que governa o corpo material. Um dos títulos de Olorum, pode ser também o primeiro Orixá da cabeça de uma pessoa. ELEDÊ – Porco. ELEGBÁ – Vodun cultuado na nação Yorubá, correspondente a Exú. ELEGBARÁA – Um dos títulos de Exú, que quer dizer Senhor da Força. ELUÔ – Adivinhador. EPA-BABÁ – Saudação a Oxalá-Guiã. EPARREI – Saudação a Iansã. EPÔ – Azeite de dendê. EPOJUMA – Azeite doce. EPONDÁ – Uma das qualidades da Oxum. ERAM – Carne. ERÊ – Espírito infantil que incorpora depois dos Orixás, a fim de transmitir recados aos iaôs. Quando se recolhe passa-se uma semana incorporada por um erê. ERILÉ – Pombo. ERUEXIM – Rabo de cavalo. É também um objeto de metal atribuído a Iansã. Este rabo de cavalo é usado por Iansã para afastar as almas dos eguns. Presente dado a ela pelo Orixá Oxóssi. ERUQUERÊ – Rabo de animal. ETABA – Charuto, cigarro. ETU – Galinha D'angola. ETUTU – Reza para fazer feitiçaria. EWÁ – O número de dez. EWÊ – Folha. EXÊ-EÊ-BABÁ – Saudação cerimonial para Oxalá. EXÚ – Orixá da comunicação, senhor dos caminhos. É o primeiro a ser reverenciado nos rituais e trabalha tanto para o bem como para o mal. F
    FÁ – Divindade correspondente a Ifá, Orixá da sabedoria e da adivinhação. FAZER A CABEÇA – Ritual de iniciação que tem por objetivo tornar a pessoa apta a incorporar o Orixá. FIBÔ – Uma qualidade de Oxóssi. FIFÓ – Lampião de querosene. FILÁ – Capuz confeccionado com palha da costa que cobre o Orixá Obaluaiê. FON – Uma das tribos que trouxe para o Brasil e cultura Jeje, a qual cultua os voduns. G
    GANGA – Exús. GANGA-ZUMBÁ – Foi um dos mais famosos chefes guerreiros que abrigavam escravos foragidos no Quilombo dos Palmares. Era um dos mais respeitados naquela comunidade, por isso tinha todas as honras, era tratado como o rei dos escravos. GÊGE – O mesmo que Jêje ou Jeje, tribo com dialeto próprio oriundo do antigo Dahomey Mesmo tribo que implantou o culto aos voduns no Brasil. Atualmente , eles se fundiram com seus tradicionais inimigos, os Yorubás, que aqui levam o nome de Nagôs, formando, então, uma tribo ramificada, a “Jêje-Nagô-Vodum”. GONZEMO – Altar do povo de ANGOLA. GU – É o Ogum da Nação de Gêge. GUDUPE – Palavra usada para denominar qualquer animal de quatro patas. GUEDELÉ – Máscaras usadas nos rituais de feitiçaria. GUERÊ – Qualidade de Iansã. GUÊRRE – Farinha de mandioca usada na preparação de comidas. GUIA – Fio de contas usados nos rituais afro-brasileiros. Na maioria das vezes essas guias correspondem aos Orixá do Filho de Santo. GUIAME – Colar dos Orixás. GUINÉ – Folhas utilizadas nos rituais. GUM – O mesmo que “GU”, o vodum correspondente para os daomeanos, ao Ogum dos Yorubás. GUNOCÔ – Orixá da linhagem de Ogum que habita as florestas. H
    Não há termos disponíveis com esta letra. I
    IÁ – Mãe. IALORIXÁ – A suprema em uma casa de santo. O mesmo que mãe de santo. IANSÃ – Nome do Orixá feminino que controla os ventos, raios e tempestades. Foi uma das esposas de Xangô, e também a mais fiel delas. IAÔ – Filha de santo que experiencia transe, ou iniciada em reclusão; o mesmo que iyaô. IBARU – Uma das 12 qualidades de Xangô, xangô com ligação com o fogo. IBÊJI – Orixás crianças que quando incorporados são chamados Erês. IBI - Caramujo que é oferecido em pratos sagrados aos orixás, principalmente Oxalá e Ogum. IBIRI – O Cetro usado por Nanã, que uma das pontas recurvada. Nanã dança com ele tal como a mãe nina o filho. Segundo algumas lendas yorubá, este gesto representa o arrependimento por ter abandonado Omulu, seu filho. IBUALAMO – Oxóssi que teve relação com Oxum, quando foi atraído por ela até o rio, gerando com ela o filho Logun-Edé. IDARÁ – Pedra de Xangô. IDÓ – Banheiro. IDOKÊ – Pó de pemba utilizado para fazer o mal. IFÁ – Deus da adivinhação e da sabedoria que orienta aqueles que o consultam. IGEXÁ – Toque cadenciado para Oxum e Logun. É também nome de uma nação praticamente extinta, mas que trouxe para o Brasil a cultura Igexá. IJIMUN – Uma das qualidades de Oxum que tem ligação com as bruxas Iyámi Oxorongá. A Oxum que com os seios alimenta e transmite vida da mãe para o filho. Oxum que encanta com o leite materno. IKÁ – Cumprimento dos filhos de santo aos orixás masculinos. ILÁ – O brado dos orixás manifestados. ILÊ – Casa de Candomblé. ILÊ ABOULA – Casa que cultua Egungum. ILU – Pode significar vida ou o nome que os atabaques recebem em algumas casas de santo no nordeste. INAÊ – Um dos nomes de Yemanjá, nos cultos Bantu. INCÔSSE – Orixá da cultura Bantu, que corresponde a Ogum. INKICE – O mesmo que orixá nos cultos de origem Bantu. INLÉ – Um outro nome do Orixá Oxóssi. INSABA – Folhas. IÓ – Sal. IPETÉ – Comida de Oxum. IROKO – Gameleira branca, morada dos orixás. É também o nome do Orixá Funfum, filho de Oxalá, cultuado na gameleira branca, na Nigéria, pois não é cultuado no Brasil. ITÁ – OTÁ – Pedra sagrada dos orixás. IXÉ – Local, nas casas de culto, onde ficam os assentamentos do barracão. Representa a ligação direta do Orum com o Aiê. IYÁ – Mãe. IYÁ BASÊ – Mulher encarregada de preparar as comidas dos orixás. IYA KEKERÊ – O mesmo que mãe pequena. IYALAXÉ – Mulher que cuida do altar do axé. IYALORIXÁ – Mãe de santo. IYAMI OXORONGÁ – É a principal das Iyá Mi Ajé, que quer dizer: Minha mãe feiticeira. É a mais poderosa de todas, tem a força feminina equivalente a de Exú. Trata-se de uma entidade muito respeitada e temida. Seu culto é extremamente feminista, uma vez que Iyami não permite ser cultuada por homens. IYÊ – Mãe. J
    JÁ – Briga, luta. JACUTÁ – Atirador de pedras. No Brasil, recebeu a conotação de qualidade de Xangô. JAGUN – Guerreiro. É também uma das qualidades do Orixá Obaluaiê. JANAÍNA – Um dos nomes de Yemanjá. JARRÁ – LUÁ – Bebida dos Orixás. JEJE – Tribo da cultura Ewefon, introduzida no Brasil através do tráfico de escravos vindos do Dahomey. JIKÁ – Ombros. JOLOFÔ – Coisa inútil ou pessoa tola. JONGO – Ritual folclórico dos negros iorubás. JURÁ OLUÁ – Santuário. K
    KABULA – Tribo Bantu predominante no Espírito Santo, que por serem muito arredios, deu origem a palavra encabulado. KAJANJÁ – O mesmo que Omulu. KAMBALÃNGWÁNZE – Orixá correspondente a Xangô. KATENDE – O mesmo que Ossain. KAWO KABIESILE – Saudação para o orixá Xangô. KELÊ – Colar do iniciado. Gravata feita com miçangas e firmas, nas cores do orixá a que é dedicado e, colocada nos yaôs durante a feitura para ser usada durante o resguardo. KETÚ – Tribo Yorubá, que manteve sua cultura intacta, arraigada entre os brasileiros. Conservou as tradições aos rituais e às cantigas, inclusive com o idioma de amplo vocabulário que permite comunicação perfeita entre os que se dedicam ao seu aprendizado. KYXIMBI – O mesmo que Oxum. L
    LAQUIDIBÁ – Espécie de colar feito com raízes ou chifres de búfalo, muito utilizado na Nigéria, ao redor do umbigo, para proteger as crianças das doenças. No Brasil, é utilizado como guia (no pescoço) consagrada a Omulu, o senhor das doenças. LAROIÊ – Saudação brasileira para Exú. LÉ – O menor dos atabaques. LE – Partícula yorubá que significa (+) mais. LEBÁ – Exú. LEBARA – Exú, no seu aspecto de “Senhor da Força”. LEMBÁ – Oxalá. LEMBADILÊ – Santo de casa. LODÔ – No rio. LUGUN EDÉ – Orixá filho de Oxum e de Oxóssi, que herdou as características de pai e da mãe. Dessa forma, tanto pode ter seu culto no rio, quanto na terra. É seis meses macho, onde vive na floresta caçando e seis meses fêmea, vivendo no rio com sua mãe Oxum. M
    MAÍ – Subdivisão da nação dos Gêges. MAIONGÁA – Local nas casas de culto, destinado ao banho. MÃO DE OFÁ – Pessoa incubida de colher folhas para rituais. MARACÁ – Instrumento musical indígena. MARAFA – Cachaça. MARIWÔ – A folha da palmeira desfiada, que forra as entradas das casas de culto aos Orixás. MAZA – Água. MEGÊ – O número sete. MEJI – O número dois. MIAM-MIAM – Comida de Exú. MIWÁ – Um dos nomes de Oxum, quer dizer Mãe-Senhora. MOCAM – Gravata dos Orixás. MOILA – Vela. MUGUNZÁ – Comida feita com milho branco cozido, leite, leite de coco, sal, açúcar, cravo e canela. MUKUMBE – O mesmo que Ogum. MUKUNÃ – Cabelo. MUTALOMBO – O mesmo que Oxóssi, na origem Bantu. N
    NADABULÊ – Dormir. NANÃ – Vodun Jeje assimilado pela cultura Yorubá, hoje cultuada em todas as casas de etnia Kétu, no Brasil. NANAMBURUCU – Orixá Nanã em seu aspecto de ligação com a morte. NCÔSSE – O mesmo que Ogum. O
    OBÁ – (min) Título dos “pastores” de Xangô. (mai) Orixá Obá, a deusa do amor e sereia africana, terceira esposa de Xangô. OBA – Rei. OBÁ XIRÊ – Obá que brinca. OBALUAIÊ – Orixá das endemias e epidemias, porque tem grande poder de cura sobre as doenças. OBATALÁ – Orixá da paz que foi delegado para iniciar a criação do mundo. Porém, conta a lenda que embebedou-se com vinho de palmeira (palma) e não conseguiu cumprir a tarefa. O Vinho de palma é uma das grandes quizilas dos filhos de Oxalá. OBATELÁ – Um dos ministros de Xangô. OBÁXI – Saudação para Obá. OBARÁ – O sexto Odu do jogo de búzios. Traz o número 6 e representa a prosperidade no caminho das pessoas. OBÉ – Faca. OBECURUZU – Tesoura. OBEXIRÊ – Navalha. OBI – Fruto africano utilizado em diversos rituais. ODARA – Bom. ODÉ – O que caça bem, bom caçador. ODÔ – Rio. ODU – Destino. ODUDUWÁ – Orixá ligado à criação do mundo, que arrebatou Obatalá e criou a Terra. Foi um grande guerreiro e conquistador, mas, no Brasil é cultuado como um Orixá feminino. ODUM – A Terra. ODUN – Ano. ODUVÁ – Deus da Terra. OFÁ – Arco e flecha utilizada por Oxóssi como ferramenta e, com o qual ele dança quando incorporado nos terreiros. OFANGÊ – Espada. OGAN – “Guarda” selecionado por orixás, não entra em transe, nas age como auxiliar sagrado nos rituais. É o cargo exercido, exclusivamente por homens. Dentro da Hierarquia do Santo, vem logo depois do Zelador ou Zeladora, e é tratado como pai no santo, tendo o mesmo status da Zeladora ou do Zelador. Geralmente são filhos de entidades espirituais e são os únicos a quem o Zelador ou Zeladora deve tomar abenção dentro da casa do Axé. OGAN ALAGBE – Tocador de Atabaques de chefia os Demais. Ogan mais velho. OGAN NILÚ – O tocador dos atabaques. OGAN AXOGUN – Responsável pelos holocaustos dentro da casa do Axé. OGUM – É o Deus das guerras e o Orixá, que abre os caminhos. OGUM XOROQUÊ – É o nome do Ogum que desceu as montanhas. Ogum com grande fundamento com o Orixá Exú. OGUNTÉ – Uma das qualidades de Yemanjá, que teria ligação com Ogum. OIÁ – O mesmo que Iansã. OIM – Mel. OJÁ – Pano utilizado pelas baianas para cobrir o peito. Pano também utilizado para vestir os atabaques. OJÉ – Sacerdote dos cultos de Egungum. OJÓ ODÔ – Dia da festa do pilão de Oxalá. OJUM-CRÊ-CRÊ – Olho grande. OKÊ – Montanha, morro. OKÔ – Deus dos montes. OLÓ – Ir embora. OLODUMARÊ – O senhor dos destinos. OLÓKUN – Mãe de Yemanjá. OLORUM – Deusa das Águas. OLOSSAIN – Sacerdote consagrado a Ossain para colher as folhas rituais. OLUBAGÉ – Festa anual dedicada a Omulu/Obaluaiê, onde lhes são servidas várias comidas rituais. OLUWÔ – Pessoa que vê através do jogo de búzios. OMADÊ – Menino. OMALÁ – O mesmo que Amalá. Comida feita para Xangô com inhame, dendê, camarão seco, cebola ralada e coberto com molho de quiabos. OMIN – Água. OMINTORÔ – Urina. OMULU – Orixá de natureza guerreira que tem o poder de combater as doenças. ONANXOKUN – Nome de um dos 12 ministros de Xangô. ONIKÔYI – Também um dos 12 ministros de Xangô. OÔRUKÓ – Dia em que os iniciados recebem o “nome”. OPANIJÉ – Toque cadenciado para Omulu dançar. OPELÉ-IFÁ – Colar feito com oito nozes de Ikin, ligadas por uma corrente para leitura dos Odus. ORÉ – Rapaz. ORI – Cabeça. ORIKI – Nome da saudação do Orixá. ORIXÁ – A palavra Orixá significa Ori=cabeça, Xá=Rei, senhor. Senhor da Cabeça. ORÓ – Deus do mal. ORÔ – Seqüências de cânticos litúrgicos ou rezas utilizadas para os Orixás. OROBÔ – Fruto natural da África, utilizado em diversos rituais. ORUM – Sol. ORUM-BABÁ – O pai do Céu. ORUN – Espaço sagrado, o céu. OSÉ – Semana. Ou pode ter o significado de limpar os assentamentos dos Orixás. OSSANIYN – É o Orixá das matas. O mesmo que Ossain. OSSÉ – Oferendas. OTÁ – Pedra consagrada aos Orixás. OTIN – O mesmo que marafo, cachaça. OTUN – Lado direito ou direita. OXAGUIAN – Oxalá-Guian, a forma jovem do velho Oxalá. Oxalá que traz a espada e tem fundamentos com Ogum e Iansã. OXALUFAM – Oxalá-Lufam, a forma mais velha de Oxalá. OXÊ – Machado alado, símbolo de Xangô. OXÓSSI – Orixá caçador, que representa a fartura. É companheiro de Ossain, por ser ele também das matas, e de Ogum. OXUM – Deusa das águas doces e frias. É o orixá da fertilidade e maternidade. OXUMARÊ – Orixá do arco-íris encarregado se suprir o Orum com água. No brasil é cultuado com orixá metá-metá, ou seja hermafrodita, que tem dois sexos. Na África é tido como Orixá masculino. OXUPÁ – A lua. OYÁ – Orixá Oyá, deusa dos ventos, tempestades e raios. Foi uma das esposas de Xangô. OYÁ FUNÃ – Um dos tipo de Oyá Balé cultuada no Brasil. OYÓ – Cidade da Nigéria fundada pelo pai de Xangô, que a deu de presente ao filho transformando Xangô no rei de Oyó. Este é um dos locais, onde o culto ao orixá Xangô é mais forte. P
    PAXORÔ – O Cetro sagrado de Oxalá. O símbolo que ele traz na mão direita quando dança, simbolizando o elo entre a Terra e o céu. PADÊ – Encontro, reunião. Porém, no Brasil, também significa a cerimônia de despachar a Exú, antes de começar os trabalhos rituais. PAJELANÇA – Ritual que envolve a mistura de rituais indígenas, católicos e espíritas. Típico nas regiões do Pará, Amazonas, Piauí e Maranhão. PANÃ – Ritual conhecido como Tira Kijila, que tem por finalidade relembrar ao iaô suas tarefas diárias, das quais ele esteve afastado durante o tempo da iniciação, além de aplicar-lhe ensinamentos, mostrando como deve se comportar fora da vida religiosa. Cerimônia na qual comidas feitas por iniciados são vendidas em mercados ou quitandas. PACHORÔ – Ajudantes de Oxalá. PEJI – Quarto onde ficam os assentamentos, ou seja, local da personificação dos Orixás onde são guardados seus símbolos e colocados suas oferendas. Funciona como uma espécie de santuário. PEJIGAN – O Ogan de confiança que zela pelo Peji cuidando de tudo, desde a limpeza até pequenos reparos se forem necessários. PELEBÊ – Tem dois sentidos: devagar e fino. PEMBA – É um pó preparado com diversas folhas e raízes para ser utilizado nos rituais para diversas finalidades. Pode ainda ser, um tipo de giz que os guias utilizam para riscar os pontos que os identificam. PEPELÊ- Local onde ficam os atabaques. PEPEYÉ – Pato. PEREGUM – Folha muito utilizada em rituais de descarrego.
    Q QUEDA DO QUELÊ – Uma cerimônia realizada algum tempo depois da iniciação (três meses depois), para a retirada do Quelê. A Queda do Quelê como é denominada, e que tem todo um ritual próprio. QUELÊ – É como se fosse uma gravata de Orixá colocada no yaô, durante a iniciação. Ela serve para indicar que o iniciado, a partir daquele momento, está sujeito ao seu orixá. As gravatas dos iniciados tem cores variadas, para cada orixá e é usado um tipo de cor que o identifique. Por exemplo: um iniciado que tem como Orixá Ogum usará o Quelê vermelho e assim por diante. QUENDAR – Andar. QUIMBÁ – Espírito das Trevas. R
    RONKÓ – Quarto de santo destinado à iniciação. RUM – O maior dos atabaques, utilizado para a marcação dos toques dos orixás. RUMPI – É o atabaque médio que puxa os ritmos ou faz o contraponto no toque do Lé, que é o atabaque menor. RUNGEBÊ – Contas sagradas de Obaluaiê. RUNGEVE – Colar que as filhas de santo, com mais de sete anos de iniciada, usam. RUNTÓ – Nome que leva o tocador de atabaques (Ogan Ilu) na cultura Jêje. E é também, uma das saudações a Ogum. S
    SAKPATA – Vodum jeje que é o mesmo que Obaluaiê. SALUBÁ – Saudação a Nanã Buruquê. SAPONAN – Orixá da varíola e das doenças contagiosas. Entre os Yorubás este nome era proibido de ser pronunciado, sendo assim eles o chamavam de Obaluaiê. SARAVÁ – Saudação dos Orixás, usada muito nos cultos de Umbanda. SATÓ – Um ritmo mais utilizado para invocar Nanã e Iemanjá. Um pouco semelhante ao toque Bravun. SÈGI – Colar de contas azuis, feito com dois tipos de azul: um azul mais escuro que é de Ogum e um outro mais claro que é de Oxalá. SIDAGÃ – É a substituta imediata de Otun-Dagan, que vem a ser a filha da casa encarregada de tratar e despachar Exú, antes de iniciar as cerimônias rituais. SIRRUM – Cerimônia fúnebre muito utilizada na nação de Angola, para desprender o corpo material do espírito. SOBA – Uma das qualidades de Yemanjá no Brasil. SOBOADÃ – O mesmo que Oxumarê. T TARAMÉSSU – Mesa usada pelo Tata Ti Inkice para a consulta ao jogo de Ifá (jogo de búzios). TAUARI – Cigarro de palha. TEMPO – Entidade de origem Bantu que no Brasil é cultuado como Ktembo = vento. TEREXÊ – Em certas nações tem o significado de mãe pequena. TERREIRO – Nome dado às casas de culto aos Orixás. TOBOSSI – Entidade Jeje. Uma espécie de Erê menina. U UBATÁ – O mesmo que Batá – sapato. UMBÓ – Cultuar. V
    VATAPÁ – Comida de Ogum. VODU – Tipo de culto muito difundido nas antilhas e em algumas regiões de Benin na África, que nada tem a ver com o culto aos Orixás. VODU AIZÃ – Vodum da terra que tem ligação com a morte. Mais ou menos correspondente a Onilé, O Senhor da Terra. VODUM – Entidade do culto Jêje, correspondente aos orixás Yorubás. VUMBE – No idioma dos Bantu significa morto ou espírito de morto. A expressão “Tirar a mão de Vumbe” , significa fazer cerimônia para tirar a mão do falecido. Em outras palavras, fazer cerimônia para que ele se desprenda das coisas materiais e encontre o seu caminho no mundo espiritual. VUNGI – Orixás crianças (nação de Angola). W
    WÁRI – Uma das qualidades de Ogum cultuada no Brasil. WARIN – WARU – Nome do Deus das doenças eruptivas (sífilis, varíola, lepra e etc...). X
    XAMAM – Deus dos indígenas. XAMANISMO – Ritual procedido nas religiões afro-indígenas. XAMBÁ – Nação de um ritual. XANGÔ – Deus do raio e do trovão. Foi o segundo rei de Oyá e segundo as lendas Yorubá, reinou com tirania e crueldade. Xangô não nasceu Orixá porque sua mãe era humana. Ele só tornou-se Orixás após a morte, quando voltou ao Orun. XAORÔ – Guizo que os iniciados usam no tornozelo como um símbolo de sujeição. XAPANÃ – Deus das doenças. O Obaluaiê dos Yorubás. XARAÔ – Tornozeleira ornamental. XAXARÁ – Símbolo do Orixá Obaluaiê. Feito com as nervuras das folhas de palmeira, e enfeitado com búzios e miçangas, é o que Obaluaiê traz nas mãos quando dança personificando os ancestrais. XEREM – Chocalho de metal usado nos rituais. XINXIN – Comida de Oxum feita com galinha. XIRÊ – Vem do verbo brincar, podendo assim, significar divertir, jogar. Ou ainda o Xirê cantado para os Orixás = cântico dos Orixás. XOKOTÓ – Calças ou pequeno. XOROQUÊ – Uma das qualidades de Ogum no Brasil. XOXÔ – Oferenda feita para o Exú com o coco do dendezeiro. Y
    YABÁ – Rainha. Termo usado para designar os Orixás femininos, principalmente àquelas que foram realmente rainhas em passagens pela Terra como Iansã, Oxum e Obá, esposas do Rei Xangô. YANGUI – Exú considerado o primeiro do Universo. Exú Yangui, rei e pai dos demais Exus. YANSÃ – A mesma Iansã deusa das tempestades, ventania e trovões. A mãe dos nove espaços sagrados. YAÔ – Quer dizer esposa. Mas, no culto aos Orixás, significa sujeição aos mesmos. Submissão de esposa de Orixá. YEMANJÁ – Na Nigéria ela é cultuada como deusa do Rio Ogum, sendo um orixá de rio. Porém, no Brasil, ela é cultuada como deusa das águas salgadas, confundida com sua mãe. YEYÊ – O mesmo que Ìyá – mãe. YORUBÁ – Povo nigeriano que se dividiram em diversas tribos ou nações são elas: os Ketu, os Oyó, os Igejá, os Geges e os Nagos. Embora divididos em tribos diferentes, mantiveram a mesma cultura. É óbvio que houve algumas deturpações, mas as origens de culto são as mesmas. Z
    ZAMBI – Deus dos angolanos. ZARÁ – Saudação ao Orixá Tempo. ZIRI – Comida estragada. ZULU – Tribo africana. ZUMBI – Deus cultuado para os rituais maléficos.

domingo, 19 de outubro de 2014

O SIGINIFICADO DE SUA QUARTINHA




O significado das quartinhas para o orisá Há uma frase antiga que descreve bem como se tem que ter cuidado com as quartinhas ... " O bom yáwõ não deixa a agua de sua quartinha secar " Quartinha é um pequeno pote, geralmente de barro, no qual de deposita água sagrada, água purificada ao Orixá e fica ao lado do assentamento do Orixá. O barro da quartinha, assim como nosso corpo, "transpira" e por isso que as quartinhas devem ser sempre de barro pois elas permitem que a água do seu interior evapore, mas deve-se ter um cuidado constante para que a quartinha não seque por completo, pois ela representa um ser vivo e o cuidado que temos com o Orixá. Na África, todas as eram confeccionadas em barro, as escravas, quando em solo brasileiro, se encantaram, com as porcelanas das sinhazinhas e começaram a utilizar a porcelana, nos assentamentos dos Orixás femininos, porém as quartinhas de porcelana, louça, latão, metal, fazem com que a água fique estagnada o tempo todo e não evapore. Com o passar dos séculos, tradicionalmente ficou estipulado que os Orixás masculinos, possuiriam quartinhas de barro e os Orixás femininos, assim como Oxalá, tanto Oxalufan, como Oxaguiã, poderiam usarem quartinhas de porcelana. A quartinha representa a respiração da divindade, então quando a divindade necessita dessa respiração, há o ciclo de evaporação da água através dos poros do barro. Aos Orixás masculinos são oferecidos quartinhas de barro sem alça, aos Orixás femininos são oferecidos quartinhas normalmente de louça ou mesmo de barro com alça. As quartinhas também são chamadas de Busanguê, Eni, Amoré e outros, dependendo da nação. Colocar quartinha de louça aos pés da divindade, não é uma prática do Candomblé antigo, porque na África não se produz louça. Todos os utensílios ligados ao culto das divindades são feitos na sua maioria de barro e quando não são feitos de barro, é usado terracota ou argila. Mas devido a nosso candomblé ter tido em sua origem muito também com A participação dos escravos aqui no brasil introduziram a louça ao culto e mantemos a tradição para algumas iyagbás e os osalás em geral .

sábado, 4 de outubro de 2014

Ewé! A Força que vem das Folhas!







KÒ SÍ EWÉ, KÒ SÍ ÒRÌSÀ! Expressão no idioma Yorùbá que quer dizer: “Se não há folhas, não há Òrìsà!” Esta expressão dá ao leitor o entendimento da importância das folhas dentro dos rituais de origem africana, no entanto, queremos aqui ampliar este conceito, traduzindo por folhas os vegetais de um modo geral, incluindo além de suas folhas, seus frutos, sementes, e até mesmo seu caule; e traduzindo por Òrìsà, os diversos usos “mágicos” desses vegetais.
Na caminhada evolutiva do homem, que hoje a maioria dos estudiosos acredita ter começado no continente africano, ele se valeu da observação da natureza para o desenvolvimento de habilidades que até então ele não possuía e, naquele continente onde “tudo começou”, sociedades ditas “animistas” ou “tradicionais” continuam até hoje vivendo em harmonia com a natureza, dela tirando ensinamentos para a sua vida social. Animistas porque acreditam que “toda manifestação viva pressupõe a presença de uma força vital, determinante do ideal de viver”, e que utilizando práticas específicas esta “força” poderá ser utilizada em seu favor! E dentro deste conceito os vegetais representam um grande potencial de possibilidades.
“Se para a medicina ocidental o conhecimento do nome científico das plantas usadas e suas características farmacológicas é o principal, para os Yorùbá o conhecimento dos ofò, encantações pronunciadas no momento da preparação das receitas e transmitidas oralmente, é o que é essencial. Neles encontramos a definição da ação esperada de cada uma das plantas que entram na receita.” (Ewé,Pierre Verger, 1995).
Bom, diante dessa referência concluímos que as plantas e seus derivados não são utilizados aleatoriamente, visam atender necessidades específicas, ou seja, qual o resultado esperado? Ou ainda: utilizar a folha certa no momento certo! Vimos também que a ação esperada dessas folhas está ligada ao que vai ser dito no momento de sua utilização, o ofò, que nada mais é do que a utilização da palavra enquanto transmissora de àse. Verger diz ainda que à primeira vista é difícil perceber nas diversas “receitas”, que tem como ingredientes elementos vegetais, qual é a parte “mágica”, ou seja, aquela que o efeito vai se dar pelo àse nela contido, e quais as virtudes testadas experimentalmente dessas plantas, ou seja, ele diz com isso que muitas dessas plantas já tiveram suas propriedades farmacológicas comprovadas.
Dentro desse contexto quero destacar o trecho de uma canção brasileira, interpretada pela célebre cantora baiana Maria Bethânia:
“Salve as folhas brasileiras! Salvem as folhas para mim! Se me der a folha certa, e eu cantar como aprendi, vou livrar a Terra inteira de tudo que é ruim! Eu sou o dono da terra, eu sou o caboclo daqui! Eu sou Tupinambá que vigia, eu sou o dono daqui!” (meu grifo).
O que me chamou atenção nessa composição, e que destaco para o leitor, é que ela ilustra o trecho acima de Verger, e mais ainda, a utilização das folhas está associada a um dos grupos indígenas brasileiros, sugerindo que esses nativos, primeiros habitantes do nosso País, também conheciam essa prática!
Ainda de Pierre Verger:
“Na língua Yorùbá, freqüentemente existe uma relação direta entre os nomes das plantas e suas qualidades, e seria importante saber se receberam tais nomes devido às suas virtudes ou se devido a seus nomes, determinadas características foram a elas atribuídas.” (meu grifo).
Como ilustração, transcrevemos o trecho de uma preparação Yorùbá para obtenção de dinheiro:
PÈRÈGÚN NÍ Í PE IRÚNMOLÈ L’ÁT’ÒDE ÒRUN W’ÁYÉ!
(É Pèrègún que chama os espíritos do além para a terra!)
PÈRÈGÚN WÁ LO RÈÉ PE AJÉ TÈMI WÁ L’ÁT’ÒDE ÒRUN!
(Pèrègún, agora vá e chame minhas riquezas do além!)
Nesta preparação encontramos referência a uma folha, conhecida pela maioria de nós: o Pèrègún, cujo nome é a contração do verbo “PÈ”, que significa chamar, com a palavra “EGÚN”, que significa espírito, ancestral, etc. Percebe-se então que esta folha tem a finalidade de “chamar (invocar) espíritos”, e que a própria pronúncia de seu nome já funciona como um ofò! No caso da receita acima, a sabedoria daqueles nossos ancestrais yorubanos que a elaboraram fez esse trocadilho: se Pèrègún pode chamar espíritos, pode chamar a riqueza! Certa vez ouvi de meu “bàbá” que o negro yorubano tem sobre nós a vantagem do uso corrente do idioma, enquanto nós aqui no Brasil ficamos presos a textos prontos, que nos foram transmitidos ao longo do tempo.
Para algumas pessoas, principalmente para aquelas que não estão ligadas aos cultos de matriz africana, pode parecer um tanto “primitivo” pensar dessa maneira, digo, esperar resultados a partir da utilização de certas plantas, de sementes, etc., enfim de elementos da natureza, aparentemente inanimados. No entanto, repetimos, existe por traz da utilização desses elementos uma questão cultural. Eles se utilizam desses elementos da natureza acreditando que eles expressam as suas necessidades perante o “Criador”, o destino final de seus pedidos:
“…Uma composição mágica parece ser considerada como uma coleção de coisas materiais, às quais é dado um valor simbólico; juntas constituem uma mensagem…” (Ewé, Pierre Verger, 1995)
Entre os Yorùbá, os ofò são frases curtas nas quais muito freqüentemente o “verbo” que define a acão esperada, chamado de “verbo atuante”, é uma das sílabas do nome da planta ou do ingrediente empregado. No entanto, o elo entre o nome da folha e a ação esperada, invocada através do ofò, não se limita apenas ao verbo, mas pode aparecer em uma frase curta ou longa, nesse caso estabelecendo uma relação simbólica entre algumas “características naturais” daquela planta a as “necessidades” do homem.
Vejamos alguns exemplos:
ÀT’ÒJÒ ÀTEÈRÙN KÌ Í RE TÈTÈ
(Tètè nunca está doente, nem na estação chuvosa nem na seca)
Este ofò faz referência a uma folha conhecida popularmente por Bredo ou Caruru de porco, e cujo nome Yorùbá é Tètè. É uma folha facilmente encontrada, tanto no meio urbano, nas margens de calçadas, como no meio rural, e confesso que antes de conhecer o seu valor ritual, passava-me despercebida, assim com muitas folhas que não conhecemos! Percebemos pela tradução que é uma planta resistente às variações da natureza, permanecendo sempre saudável, e não é este tipo de força que queremos para nossa vida?
OJÚ ORÓ NI Ó N’LÉKÈ OMI, TÈMI Ó L’Á LÉ
(Ojú oró flutua na água, eu também ficarei por cima)
Ojú oró é conhecida popularmente por Erva de Santa Luzia, é uma planta aquática, encontrada em rios ou lagoas. Percebemos que nesse ofò evoca-se o poder dessa planta de conseguir manter-se sempre por cima da água!
Em território Yorùbá, na preparação dos trabalhos ligados à obtenção de todo tipo de sorte, ou para afastar algum mal, esses vegetais são pilados e misturados ao sabão africano Ose (oxé) Dudu, com o qual toma-se banho, ou então são torrados, até a obtenção de um pó, que poderá ser misturado à comida, a bebidas destiladas, ou até mesmo esfregado em incisões feitas no corpo, particularmente nos punhos.
Essas práticas quase não sobreviveram aqui no Brasil, por ocasião da reestruturação do culto aos Òrìsà, no entanto há uma prática viva entre nós: o Oro Asa Òsónyìn ou Sassanha, como é mais conhecido, um ritual realizado nas casas de raízes Yorùbá, que significa basicamente: Ritual de proteção de Òsónyìn. Utilizamos o recurso dos “cânticos da folhas” para determinar que as oferendas sejam cobertas de realizações, uma vez que esses cânticos possuem “verbos atuantes” que facilitam a comunicação entre o povo e os Ancestrais Divinizados. No caso de uma Iniciação para Òrìsà ou “Feitura de Santo”, este ritual é realizado para preparar a “esteira”, onde ficará deitado o iniciado e o “banho” para lavar todos os seus objetos rituais, bem como para os seus banhos matinais diários.

DATA EM QUE VOCÊ NASCEU COM A SUA FORMA DE AGIR








DIA 1 = DIA DA LIDERANÇA

É um líder nato; gosta de mandar em vez de fazer. É
Criativo e original, tem raciocínio lógico e rápido, e é capaz de discutir sobre os mais variados assuntos, até mesmo aqueles que conhece superficialmente.Tem tendência a ser autoritário, de certa maneira possessivo e um tanto egocêntrico. Por isso, deve sempre cultivar a largueza de visão e a concentração, pois no afã de chegar logo aos objetivos, fica dispersivo e envereda por caminhos tortuosos, perdendo grandes oportunidades. Embora não o sendo, o número 1 é considerado 'frio', calculista e pouco comunicativo. Raramente demonstra afeto e compaixão.Contudo, gosta de ser elogiado e admirado. Quando seus projetos ou desejos
não se realizam ou são frustrados, o seu sistema metabólico
sofre sobremaneira e os nervos e a pressão arterial são sobrecarregados, podendo causar graves danos ao organismo. Como líder, sente-se terrivelmente frustrado em posição subalterna e, por vezes, torna-se irascível, violento e
inconsequente, sendo muito difícil trabalhar e conviver em sua companhia. O nascido no dia um necessita saber para poder e querer. Estudar, projetar, manter a consistência no objetivo deve ser sua principal característica, pois tem tendência a deixar tudo pela metade ou a glória aos outros.

DIA 2= DIA DA DIPLOMACIA

É um ser diplomata por excelência.. É aquele que 
harmoniza o grupo e a família; o que possui o dom da reconciliação. É cooperativo, aparentemente tímido e vulnerável, de certa maneira passivo,mas sempre atento aos detalhes de seu ambiente. Enquanto solteiro é comum envolver-se romanticamente e quase sempre tais romances são complicados. Precisa se casar, pois a vida de casado lhe trará muito mais tranqüilidade, e onde encontrará um parceiro compatível e compreensível, sendo excelente marido ou esposa. No trabalho sente-se melhor desenvolvendo atividades ligadas a grupos ou recebendo ordens, pois com sua personalidade um tanto passiva, é amado por todos e é sempre excelente profissional. Não suporta ficar parado procurando sempre algo para fazer. É compreensivo com
os sentimentos alheios e incapaz de ferir quem quer que seja. Um dos seus grandes defeitos é a inclinação para subestimar seus dotes e capacidades, tanto intelectuais como profissionais, sendo, muitas vezes, subordinado de pessoas com capacidades 
inferiores às suas. Poderá se dar bem em qualquer serviço público,
diplomata, pesquisador, bibliotecário, contabilidade, serviços sociais, professor, principalmente na música ou de literatura. Caso não seja culturalmente desenvolvido, pode-se
tornar cruel, inescrupuloso e até violento, no propósito de atingir
seus objetivos.

DIA 3 = DIA DA POPULARIDADE 

O nativo deste dia é um ser de rara animação,
criatividade, expressão e popularidade. Pode parecer irresponsável para alguns que não o conhecem bem, mas na realidade é um ser altamente responsável, justo e prestativo com tudo e com todos. O três é intuitivo, original, honesto, dedicado à família e aos amigos (aos últimos,às vezes até demais). Gosta de profissões movimentadas, aquelas em que pode aparecer e demonstrar toda a sua versatilidade, sentindo-se totalmente à vontade quando em contato com o público, gostando de ser elogiado, bajulado e de preferência sendo o centro das atenções .Pelo seu lado extrovertido e amistoso, não suporta ser criticado, apelando para o sentimentalismo daqueles que o criticam ou simplesmente lhe dão 'conselhos'. É do tipo que trabalha em inúmeras atividades ao mesmo tempo e que quase sempre as deixa a meio caminho, ou 
seja, tem muitos começos e poucos fins. No decorrer de sua longa vida, terá inúmeras frustrações, e estas podem levá-lo a ter certos problemas físicos, principalmente o sistema nervoso abalado e também a contrair certas doenças de pele, que não se sabe como as supera com grande senso de humor. Na realidade, é um ser lutador, criativo e liberal, que usa de seus predicados, principalmente a oratória, como sustentáculo de sua vida.

DIA 4= DIA DA PERSISTÊNCIA 

Os nascidos neste dia são muito disciplinados,
constantes, regulares e ordeiros. Perseverantes em seus propósitos,incansáveis trabalhadores, dificilmente deixam de atingir seus objetivos. Normalmente honesto, sincero e conservador, o quatro adapta-se a trabalhos rotineiros, metódicos e que requerem esforço concentrado. Em virtude dos predicados acima descritos, o nascido neste dia sente-se mais à vontade lidando com situações rotineiras, já consagradas pelo uso, evitando o novo ou o incerto. É muito econômico,amigo dos amigos, companheiro leal e dedicado, de grande responsabilidade e respeitador do sexo oposto, gostando também de construir coisas e trabalhar com as mãos. Tem tendência à obstinação, ao apego e à sua maneira de ser. Quando o contrariam ou fazem coisas que não gosta, pode-se
tornar rude, ofensivo e dominador, pois se ofende com certa facilidade. Porém, como é uma alma superior, não sabe guardar raiva, ressentimentos ou qualquer sentimento de revolta. Quando não consegue atingir seus objetivos ou os mesmos
são adiados por circunstâncias adversas à sua vontade, fica 
tremendamente frustrado causando-lhe dor de cabeça, melancolia, distúrbios cardíacos e problemas renais. Em matéria de amor (relacionamentos) a mulher nascida neste dia é mais acessível e menos dramática do que o homem.

DIA 5= DIA DA VERSATILIDADE

O nascido neste dia é normalmente divertido, alegre, 
ousado, dotado de poderes psíquicos, imaginação fértil, versatilidade e também amante da liberdade. Em virtude de ter os ouvidos muito sensíveis (não gosta de receber ordens), vive constantemente em busca de dinheiro, por vezes de maneiras totalmente inusitadas, sem qualquer medo de correr riscos. Gosta de estudar e de saber, para poder conseguir atingir seus objetivos com mais facilidade. Viajar por diversão, estudo ou satisfação do 
ego, também fazem parte da sua personalidade.É obstinado em seus propósitos (impaciente e impulsivo) e não descansa enquanto não consegue atingir seus objetivos,mesmo que tenha de usar de artifícios pouco convencionais ou prejudicar alguém. Gosta de estar em contato com o público, de preferência sendo o centro das atenções, e no trabalho sente-se melhor em ocupações que o 
coloquem em contato com pessoas, mas que estas lhe permitam agir e exprimir-se livremente. As frustrações, principalmente no âmbito profissional,que atrapalham seus planos, causam-lhe insônias, distúrbios psicológicos, falta de controle emocional que podem se transformar em violência. Quando quer ou é incentivado, consegue resultados fantásticos no terreno profissional, pois tem grande capacidade de discernimento, amplos conhecimentos e satisfação naquilo que faz. Porém, o 
seu lado obscuro, o lado 'libertino', leva-o a ter muitos
começos e poucos fins. Quase nunca é bem sucedido no amor (existe, é claro, as exceções), levando-o a trocar várias vezes de parceiros ao longo da sua duradoura vida. 

DIA 6 = DIA DO AMOR

O nascido no dia seis é normalmente sentimental, muito equilibrado, compreensivo, adora a família, a casa, os amigos, os filhos (se os tiver) e é também excelente amante. Tem personalidade magnética e atrai sempre as atenções:
em festas, reuniões, cursos, etc. Profissionalmente sente-se realizado numa posição superior, onde pode contribuir para o desenvolvimento da empresa, das coisas e principalmente das pessoas envolvidas. É perseverante e luta até o fim para atingir seus objetivos. Como é altamente sensível, quando contrariado, ou
quando as coisas não correm como quer, pode-se tornar ciumento, nervoso e demonstrar possessividade, levando-o a ter atitudes enérgicas para defender seus princípios ideológicos. No tocante às frustrações amorosas, estas lhe causam quase sempre complicações nervosas e problemas ósseos. Será excelente profissional no setor social (trabalhar com idosos, crianças, deficientes físicos ou mentais), em áreas esotéricas e religiosas, como professor, decorador, cozinheiro, ou tratando de embelezar o planeta.

DIA 7 = DIA DA INSPIRAÇÃO

Além da integridade inerente do número sete, ele também possui em larga escala a independência de pensamento, a 
iniciativa e a ponderação. É também um perfeccionista e um tanto arredio a coisas e a novas amizades. Se o querem ver feliz, falem de religião, de filosofia (pura e simples), de ensino ou qualquer atividade ligada à espiritualidade.Companheiro (ou companheira) dedicado, quando se separa é por demais difícil se adaptar a uma nova relação. A Numerologia aconselha que se case tarde (após os 30 anos), depois de namorar muito e conhecer plenamente as características do companheiro.Durante a vida procura mais as coisas filosóficas e abstratas, que o atraem. Gosta sobremaneira que todos o venham consultar; tem tendência a se sufocar pelo trabalho e por isso pode ter ataques de nervosismo e alguma depressão.Normalmente sem vícios (álcool, cigarro e drogas); 
quando os tem lhe são altamente prejudiciais ao fígado, pâncreas e estômago. Também deve evitar qualquer tipo de jogo (dificilmente ganhará em loterias e seus afins).

DIA 8 = DIA DO ÊXITO MATERIAL

O nascido neste dia é normalmente organizado, muito 
dedicado aos negócios, criativo e com enorme potencial para ganhar dinheiro . É justo, leal, prático, generoso (quando quer) e tem grande capacidade executiva e grande senso de justiça. Quando as coisas não saem como deseja, pode-se tornar 
direto (às vezes até demais), agressivo, com acessos de mau
humor e com grande tendência a dominar a todos, indiscriminadamente, sejam eles parentes, amigos ou empregados. Em vista do seu grande potencial para ganhar dinheiro (ou outros bens materiais), será mais bem sucedido como alto executivo, trabalhando por conta própria ou em alguma atividade em que o dinheiro esteja presente e em grande quantidade. Pertence ao mundo dos negócios e, por isso, deve sempre desenvolver a sua capacidade criativa para levar avante os seus projetos.Manifesta, normalmente, uma aparência austera, fria e calculista; na realidade, é tremendamente carente, sentimental, justo e sempre pronto a ajudar quem necessita dele.. 
Do outro lado, ou seja, do material, como 'adora' dinheiro, vive desconfiado, descrente de quase tudo e até certo ponto pessimista, o que o leva a ter repentes de solidão, mau humor e até um tanto ranzinza. Apesar disso, dificilmente é derrotado, superando todos os obstáculos que por ventura lhe apareçam pela frente.Qualquer vício lhe é prejudicial à saúde, 
principalmente o álcool, que pode lhe provocar graves distúrbios ao fígado e estômago.

DIA 9 = DIA DO HUMANISMO

O nativo deste dia é normalmente universalista: sente 
compaixão por todos e quer melhorar o gênero humano. É amante da verdade, normalmente generoso, independente, liberal, audacioso, corajoso,combativo, e não tem medo da derrota eventual, pois sabe que conseguirá o que deseja. Dificilmente tem paz de espírito e tranqüilidade, pois tem facilidade em atrair discórdia e desentendimentos, afastando os amigos e as pessoas que o amam. É um ser muito contraditório, pois sendo 
humanista e bondoso não deveria ser arrogante e revoltoso, mas o é, e dessa maneira, destrói em minutos o que levou anos a construir. Em virtude da sua autoconfiança, normalmente protela
tudo, e às vezes acaba ficando em dificuldades financeiras; mas no final acaba se saindo bem. Não gosta de receber ordens e será mais bem sucedido em assuntos relacionados com a religião, filantropia ou associações beneficentes, nas quais a inspiração, a bondade e a compreensão sejam necessárias. Normalmente não se apega a nada nem a ninguém, sejam
bens materiais, amigos, companheiros de jornada ou mesmo a pessoa amada,tendo ao longo da sua vida muitos desapontamentos amorosos e também algumas perdas de amizade . Adora viajar e conhecer novos lugares, novos países,
novas pessoas. Qualquer vício lhe é tremendamente nocivo ao organismo,seja o hábito de beber, fumar ou qualquer outro, pois possui um organismo muito sensível e os vícios lhe prejudicam terrivelmente o sistema nervoso e o respiratório.

DIA 10 = DIA DA AUTOCONFIANÇA

O nativo deste dia é audacioso, progressista, 
independente , prestativo, amigo, atraente fisicamente, cativante e
sempre pronto a ajudar àqueles que lhe pedem auxílio.
Pelo seu lado atraente e de certa forma arrogante,
normalmente desperta inveja e antipatias. É também de certa forma possessivo com suas coisas, amigos, sócios e cônjuge.
Para ter sucesso profissionalmente, deve desenvolver a 
espiritualidade, pois caso contrário pode ser envolvido por pessoas
inescrupulosas que tudo farão para o arruinar, e caso não possua esta característica, dificilmente terá competência para solucionar seus problemas. Sendo líder por natureza, ou trabalha só, ou em cargos de chefia, de preferência no ramo da engenharia, metalurgia, comércio, vendas ou diretamente com o público, pois é muito convincente. Deve evitar todo e qualquer tipo de vício,
principalmente o fumo, pois as suas vias respiratórias são frágeis e sofrerão terrivelmente com este vício. 

DIA 11= DIA DA HARMONIA

Apesar de ter como lema a harmonia, a inspiração está sempre presente em sua vida. É um diplomata por excelência; 
delicado nos termos, ações, possuindo tato e discernimento para qualquer problema ou ocasião. É um número - mestre, e os seus possuidores quase sempre são carinhosos, sentimentais e necessitam tremendamente de um lar para se sentirem seguros, protegidos, pois não gostam de viver sozinhos. Normalmente é exagerado em seus amores, pois é altamente emocional e por vezes se sente frustrado em tentar impor aos outros seus pontos de vista e padrões morais e não ser atendido. 
Parece uma contradição, e é, pois sendo o 11 compreensivo por natureza, não deveria se importar com o pensamento
alheio, mas se importa. Como ama a liberdade, necessita estar sempre ocupado para se sentir útil e feliz. É eficiente profissionalmente e poucos o acompanham em qualquer atividade, apesar de ser mais sonhador do que realizador e, em virtude disso, deve sempre procurar orientação técnica profissional para ser bem sucedido, ter sucesso e ser feliz. Deve, ainda,tomar muito cuidado para que o seu intelecto não sufoque sua intuição, pois sendo psíquico, não pode vacilar ante os problemas. Pode parecer submisso, mas, na realidade, consegue tudo 
o que deseja pela persuasão, paciência e persistência,
características que lhe são inerentes.Tem tendência à arrogância e qualquer vício lhe é prejudicial ao organismo.

DIA 12= DIA DA AUTO-EXPRESSÃO

É comunicador nato; pela sua expressão, persuasão e 
argumentação, consegue convencer todos os oponentes. Tem gosto artístico, habilidade manual, é idealista, quase sempre está de bom humor e dificilmente desiste dos seus ideais. A sua praticidade e agilidade em fazer as coisas, leva-o a assumir mais compromissos do que pode cumprir e, dessa maneira, está sempre atarefado, cheio de trabalho, necessitando aprender a dosar suas energias, pois com certeza vai precisar delas em casos especiais. 
O nativo deste dia é íntegro em seus propósitos, justo,
de caráter leal, franco, liberal, de natureza ativa, qualidades 
comerciais, diplomacia, aptidão para o comando e gosta de ajudar o próximo. É muito respeitador da fé e das crenças, suas e alheias.
Gosta de ser popular, tendo mesmo tendência para se
tornar político ou trabalhar em atividades de interesses sociais. É bondoso por natureza, e por vezes em vista dessa característica, tende a ser explorado pelas pessoas mais chegadas a ele.
O nativo deste dia, quando quer captar simpatias ou
simplesmente fazer novas amizades, é capaz de assumir papel de vítima, mantendo as suas 'presas' em constante ansiedade e insegurança, ora apaixonado, ora indiferente e distante. Tem natural impaciência e quase sempre se deixa dominar
pelo nervosismo, estando sujeito a crises de depressão. Para 
evitar este lado negativo da sua personalidade, deve-se manter sempre interessado em algo construtivo, de preferência ligado a atividades intelectuais. Os eventuais fracassos, as decepções e frustrações (principalmente com os 'amigos'), são causas de distúrbios no sistema nervoso, desequilíbrio do metabolismo, hipertensão e também problemas renais.

DIA 13 = DIA DA PERÍCIA 

O nativo deste dia é meticuloso, autoritário,
sistemático, prático, econômico, trabalhador incansável, sempre lutando em prol dos seus objetivos, não poupando esforços para atingi-los. Como o nome do dia sugere (dia da Perícia), é 
tremendamente hábil em reformas, em transformações e mudanças, quando estas são de seu interesse. Ousado e dinâmico, prefere fazer acontecer a esperar. É hábil em trabalhos manuais (consertos e reparos), mesmo que estes exijam conhecimentos técnicos, pois com simples observação consegue adquirir a capacidade técnica para os consertar.. É alegre e talentoso, podendo se sair bem em profissões artísticas ou de entretenimento. É justo, bondoso e fica muito chateado quando pressente ou constata que alguém foi injustiçado e também se revolta com as competições desleais ou quando alguém é enganado.É muito amoroso, mas encontra certa dificuldade em 
expressar seus sentimentos. É prestativo, dedicado, bom amigo, mas quase nunca expressa essas emoções, parecendo isto sim, indiferente, frio,materialista e calculista, reprimindo seus sentimentos , sejam eles de dor, decepções ou mesmo de alegria. 
Não sabe viver sem amor, carinho e afeto. Porém, como
não expressa esses sentimentos, poucos o compreendem e o conhecem realmente. A sua vida é pautada pelos negócios, pela dedicação à profissão (de preferência em indústrias de grande porte, construção civil ou administração pública), pois sendo íntegro, organizado, honesto e eficiente, rapidamente consegue um lugar de destaque nesses campos. Contrariedades e decepções, principalmente com parentes e amigos, podem lhe causar dores de cabeça, problemas na fala e no sistema respiratório; porém, consegue superar esses inconvenientes de modo admirável.

DIA 14 = DIA DA COMPREENSÃO

O nativo deste dia tem como meta a compreensão das 
coisas, das pessoas e dos fatos. A investigação, persuasão e seleção de valores, são as armas que usa para atingir esse objetivo.Quase sempre vive no presente, pouco se preocupando com o futuro, sendo normalmente líder em qualquer situação ou grupo. É negociante nato, não suportando ficar parado e sempre 
encontra algo para fazer, para ganhar dinheiro, pouco se
importando com os riscos do negócio. Um dos seus pontos mais fortes é trabalhar com muita movimentação de capitais, seja como especulador financeiro, agente imobiliário ou negociador. Não deve se prender a bem algum por mais de 5 anos.Depois dessa data, deve vender esse bem e adquirir outro, em local superior, pois a união dos números 1 e 4 = 5, faz com que deseje estar sempre em movimento, e quando isso não acontece, pode perder dinheiro ou ver os seus lucros diminuírem.
Para ser feliz no casamento, o cônjuge deve gostar de 
vida agitada, deve gostar de viajar, de conhecer novos lugares e jamais se prender a um único local, pois caso contrário a união não terá final feliz. Por ser naturalmente bondoso e emotivo, normalmente é presa fácil dos inescrupulosos, principalmente quando querem seus favores. Por vezes (quando desenvolvido espiritualmente) é profético, com tendências construtivas e destrutivas. Quando o contrariam ou frustram seus ideais, pode ter problemas respiratórios, algumas alergias e até desenvolver doenças imaginárias. Caso consiga controlar a impulsividade e adquira prudência, pode-se tornar muito bem sucedido financeiramente e também socialmente.

DIA 15 = DIA DO MAGNETISMO PESSOAL

Normalmente esse magnetismo é levado às últimas
conseqüências, pois tanto homens como mulheres lhe acham simpático, agradável, afetuoso e delicado. No comércio ou num escritório, normalmente é o alvo das atenções, mais, é claro, do sexo oposto, sendo dessa maneira, invejado por todos. Não tem grandes problemas financeiros (raramente fica 
pobre), pois é esperto, inteligente, perseverante e sempre 
encontra uma maneira de ganhar dinheiro. Não tem veia de avarento, mas é de certa forma apegado ao dinheiro, preferindo gastá-lo com o companheiro (a), na casa ou em algo proveitoso para si. Tem grande calor humano, adora reuniões sociais, ama a vida e as pessoas e não se importa em gastar, principalmente quando está em companhia da pessoa amada. Deve-se casar (ou unir-se) com pessoa que tenha afinidade com seus propósitos e gostos; caso contrário, a união não dará certo e qualquer separação o faz sofrer em demasia, levando-o inclusive ao isolamento. Tem a capacidade de atrair oportunidades e condições 
harmônicas. Entre outros, pode assumir cargos comunitários, direção de espaços esotéricos, ou outros que exijam compreensão e mão firme para manter a ordem e a disciplina em grupos, isto pela sua capacidade,responsabilidade e habilidade natural de compreender, unir e harmonizar. Mesmo em idade avançada, parecerá sempre jovem. É honesto, digno de confiança, amável e bondoso. Tem inclinações artísticas, podendo se destacar na oratória, nas artes plásticas, música ou representação. A repressão de suas ambições, ideais ou afetos, podem lhe causar problemas no fígado, pulmões e garganta. Deve evitar o uso do cigarro.

DIA 16 = DIA DO TRIUNFO

O 16 é o número dos extremos: da riqueza ou da miséria. Dependendo da vida que levar, pode transformar seu possuidor num ser poderoso, rico, um ser de pleno sucesso e felicidade; no outro extremo, pode arruinar, levar ao desmando, transformar o ser em um elemento arrogante, prepotente, orgulhoso e dominador. Aconselha-se que os possuidores deste número vivam tão altruisticamente quanto possível, a que 
tenham pensamentos positivos, sentimentos elevados e, desta maneira, com absoluta certeza atingirão o sucesso e serão muito felizes. É, também, o número do equilíbrio entre o material e o espiritual. Se teimar em viver fraudulentamente, querendo levar vantagem em tudo e com todos, poderá ver seus planos frustrados, ser traído por amigos e ainda contrair doenças inesperadas. É analítico, cético (só acredita no que vê ou é comprovado), gosta de conhecer a essência e o âmago das coisas e pessoas e também apresenta acentuado caráter perfeccionista. 
Pelo seu senso de perspicácia, gosta e consegue
desvendar coisas misteriosas e também de acumular conhecimentos. É um ser de grande sensibilidade, intuição e inspiração, tendo mesmo qualidades psíquicas sem qualquer estudo do assunto.Um dos seus grandes defeitos é gostar que as pessoas que o rodeiam vivam conforme seus moldes e, quando isso não ocorre, torna-se mal humorado e até colérico. Por esse seu temperamento de presunção, geralmente vive isolado, porém, na realidade tem grande desejo de afeto e principalmente compreensão. Apesar de tudo isso, não suporta interferência em seus planos e projetos, mesmo quando estes não dão 
certo e o fazem rever ou adiá-los, fato corriqueiro na sua vida.
Em vista da sua grande sensibilidade, que é atrativa em
vários segmentos, deve tomar muito cuidado com falsos amigos,
descontentamentos, com a ansiedade e principalmente com alguns perigos físicos, como o excesso de velocidade em automóveis. Deveria,portanto,fugir da agitação das grandes cidades, dando preferência a viver no campo ou então perto da água (rios,lagos e oceano). Pela sua característica, deve trabalhar na iniciativa 
privada, em negócios de amplitude universal, de preferência
que envolvam a educação ou a moral.As frustrações ao longo da vida (que não são poucas) podem lhe causar distúrbios digestivos, doenças de pele e até algumas imaginárias (hipocondria). 

DIA 17= DIA DA PERSPICÁCIA

O nativo deste dia é naturalmente um líder inteligente 
e arguto. Está quase sempre de bom humor e consegue ser 
simpático até com os opositores. Diferente do líder (1), se quiser ser bem sucedido profissionalmente, deve trabalhar associado a outras pessoas, e mesmo que inicie uma atividade profissional em posição secundária, rapidamente e naturalmente alcança o posto mais alto. Nasceu para ser bem sucedido no plano material, através de muito trabalho, persistência e determinação. Por qualquer destes caminhos que se aventurar, será um vencedor: negócios imobiliários, comércio em geral, como executivo trabalhando com muitos subordinados ou comércio exterior, pois é eficiente profissionalmente,econômico (não avarento) e grande articulador. É popular, está sempre bem humorado (mesmo que seja para disfarçar alguma decepção ou tristeza), e só depende dele ser ou não bem sucedido financeiramente. Normalmente é bem relacionado com o sexo oposto e está sempre cercado de admiradores. A repressão de seus afetos, renúncia de seus planos ou falsidades (principalmente dos 'amigos') podem lhe causar dores de cabeça, problemas biliares, sanguíneos e até reumatismo.

DIA 18 = DIA DO PODER MENTAL

Quem nasce neste dia (um dos mais poderosos), pode
escolher: ser elevado ao lugar mais alto ou se ver na lama. Em outras palavras, é tão poderoso para o positivismo, como o é para o negativismo. É o número dos líderes religiosos influentes, dos 
magos, médiuns e também dos bruxos. Os que estão sob esta influência podem, se assim o desejarem, serem felizes ou infelizes, poderosos ou desgraçados. De natureza psíquica, o 18 é profundamente espiritual; tem contato com dimensões superiores, visões, de ampla e irrestrita intuição, é comunicativo e altamente sensível a problemas espirituais. É um vencedor nato! É inteligente, tem mente ativa e desperta e consegue se sobressair em quase todas as atividades.. Os seus maiores inimigos são seus próprios defeitos: vaidade e ambição. No outro extremo, ou seja, caso não seja envolvido espiritualmente, tem tendência a se entregar ao pessimismo, por medo do desconhecido, do futuro e, quase sempre, nesse estado, acaba sendo presa fácil para as adversidades, terminando na ruína completa.Tem no seu lado positivo, a intuição e independência prestativa e desinteressada, intelectual, emotiva e requintada, gostando de discutir sobre os mais diversos assuntos. No negativo, acentua-se o humor variável, a crítica e a discussão sem qualquer fundamento. Estas variações leva-o a constantes modificações, desapontamentos, perdas e também viagens de fuga. Porém, quando quer, consegue superar todos os obstáculos, pois é um grande lutador, encarando todos de frente, sem medo de nada nem de ninguém. Tem caráter afetivo e é também dedicado aos outros. Como é muito prestativo, consegue fazer amizades com facilidade e ter relacionamentos duradouros, pois também é muito amoroso, apesar de ser
facilmente vulnerável e explosivo. As frustrações levam-no a perturbações cardíacas, enxaquecas, melancolia e problemas no sistema nervoso. Deve evitar o cigarro, o álcool e as drogas.

DIA 19 = DIA DO CARÁTER

O biótipo do dia natalício 19 mostra muita coragem, 
força de caráter, de natureza audaciosa, apaixonada e até impulsiva,chegando em certos momentos a atos heroicos. Assim como o (5), quer mudanças, é versátil e está sempre desejando o melhor para si e também para a família. É independente, artístico, original e dotado de espírito de iniciativa e
criatividade. 19 é o dia do sucesso, da prosperidade e também da felicidade. Esta vibração altamente positiva tem em si embutido também certa tendência à arrogância à teimosia e à vaidade.
É também o número dos extremos (1 e 9); desta 
configuração só poderia resultar em um indivíduo que em certo dia está nas nuvens (rico), e em outro atolado na mais completa miséria. Possui grande poder de realização, mas se irrita com
certa facilidade, tendo acessos de crises de violência que normalmente afetam sua saúde. Apesar desta negatividade, jamais guarda rancor de quem quer que seja e rapidamente esquece qualquer ofensa de que é vítima. Sendo o seu lema o caráter, na mais pura expressão, o seu possuidor é um reformador, e como tal, sempre pensa em uma maneira de transformar o mundo, conquistando dessa maneira, simpatias e a admiração de todos.
Quando quer alguma coisa, é capaz de gestos teatrais e
até atitudes extremas e não aceita seguir o tradicional. Pelo seu instinto 'paternal', as decepções (principalmente com amigos), frustrações (ideológicas) e fracassos (profissionais), podem afetar o seu coração, a circulação sangüínea, a
visão e também o sistema auditivo.

DIA 20= DIA DA SENSIBILIDADE

Como especificado, o nativo deste dia é muito sensível
e para atingir seus objetivos e expressar seus sentimentos, 
usa de rara imaginação, brandura de modos e grande espírito de irmandade.É uma pessoa voltada para o lar, possuindo um constante desejo de paz, amor e felicidade, porém, às vezes contenta-se com condições pouco harmoniosas que lhe tolhem e prejudicam os seus ideais,mas jamais desiste de tentar até conseguir seus objetivos. É pacífico por natureza, não suportando discussões e faz qualquer coisa para evitá-las. Apesar disso, tem muito orgulho de si mesmo, de suas habilidades, além de dar muita importância à própria aparência e à condição social. É um ser romântico, cheio de afeto, um tanto inconstante e mutável, até certo modo vacilante, visando os fins sem se preocupar com os meios. Esta fase negativa da sua personalidade, caso não seja trabalhada com altivez, pode levá-lo à ruína material e até
espiritual. Está sempre querendo conhecer novos lugares e novas pessoas e também viver novas experiências. É tremendamente hábil e é capaz de fazer qualquer serviço mais rápido e melhor do que qualquer outro. Também tem grande habilidade para tratar com o público, sendo dessa maneira, um bom político ou trabalhar em repartições governamentais voltadas para o povo. As decepções, frustrações e contrariedades podem lhe causar graves prejuízos ao sistema nervoso.

DIA 21 = DIA DO IDEALISMO

Apesar de ser idealista e liberal, o nativo deste dia
necessita da companhia de outras pessoas, pois dessa irmandade 
depende o seu sucesso e também o seu bem estar. Nasceu para manifestar e expressar seus sentimentos e idéias. É ambicioso, mas dispersivo,e dificilmente consegue acabar o que começa, deixando que os outros terminem suas tarefas e também que recebam as glórias. Tem talento para a arte e o dom do entretenimento. Não é dos melhores amantes, pois apesar de ser amoroso e de se apaixonar com facilidade, é mais amigo dos seus parceiros do que cônjuge, pois coloca a paz, a compreensão e a harmonia acima do amor, a ponto de sacrificar-se por elas. É por demais emotivo, sujeito a extremos, que o leva quase sempre a um estado de depressão. Em vista dessa sua fragilidade e 
inconstância, encontrará sérios obstáculos na juventude, mas por fim terá sucesso na idade mais madura, pois tem absoluta certeza de que tudo acabará bem.São suas qualidades positivas: amizade, idealismo e capacidade de entretenimento. Após os 40 anos, a determinação e a vontade em conseguir sucesso material se fortalecerá e as privações antes dessa idade servirão como exemplo e também como um orientador que o conduzirá ao sucesso desejado... 21 é considerado o número de 'sorte', pois de maneira inexplicável (para os outros números) consegue 'tudo' o que deseja. Cuidado com as doenças psicossomáticas adquiridas das frustrações, decepções e contrariedades.

DIA 22 = DIA DA PRATICIDADE

O nativo deste dia, como especificado, é tremendamente prático, adapta-se a qualquer tipo de trabalho e para atingir seus objetivos (caso os tenha), é capaz de feitos heroicos. Como tem visão futurista e perfeccionista ao extremo,
inúmeras vezes deixa de aproveitar as ocasiões que se lhe 
deparam no dia a dia. Sendo um ser totalmente independente, tanto em considerar as coisas como as pessoas, despreza os convencionalismos e as tradições, o que normalmente lhe é prejudicial profissionalmente. Ainda com referência ao futurismo do nativo, normalmente não tem grandes ambições materiais e pouco se importa em ganhar ou acumular fortuna e, dessa maneira, está sujeito a muitos altos e baixos durante a vida. Para viver adequadamente, deve manter o equilíbrio entre as emoções e a praticidade. É de certa maneira nervoso,tenso e necessita muito de repouso. Este seu lado negativo, em certos momentos, mostra um certo desequilíbrio emocional, tendendo à intolerância, impaciência, não se entendendo a si próprio e, assim vivendo em constante conflito com os mais próximos. Sendo um duplo '2', também na vida real as coisas tendem a acontecer-lhe em dobro, tanto para o bem, como para o mal, portanto, deve fazer um esforço redobrado para viver construtivamente e em 
harmonia com toda a humanidade.O 22 enxerga longe; em vista disso, deve sempre procurar profissões ou ocupações de caráter mais geral e não aquelas de interesse pessoal. Nasceu para a humanidade e em vista disso, tem enorme responsabilidade com seus semelhantes e para que todos os seus dons (que são muitos) possam se manifestar, deve trabalhar como alto executivo, político, escritor de temas universalistas, artista, conferencista ou a chanceler. Em vista do seu alto grau de sensibilidade, está
sujeito a distúrbios psíquicos, nervosos e também alterações do sistema glandular, principalmente quando reprimem ou lhe frustram seus ideais. Os vícios, principalmente o cigarro e o álcool, são verdadeiros venenos para o seu organismo.

DIA 23 = DIA DA PERSUASÃO

Se quiser levar uma vida sem maiores problemas, tem de trabalhar ao máximo o seu lado compreensivo. O 23 tem grande habilidade para lidar com as pessoas, é paciente, tem capacidade investigativa e perseverança para conseguir clarear uma situação obscura ou então descobrir um caminho novo, um caminho nunca antes percorrido. Apesar de ser paciente, nunca descansa até conseguir o que quer. 23 é o número do sucesso material, do dinheiro, e o seu portador precisa aprender a seguir caminhos profissionais, de preferência os de alto nível e não enveredar para os negócios, pois sendo intelectual, pertence ao mundo sensível e não está apto a servir ninguém. Tem personalidade marcante, rara inteligência (aprende tudo com grande facilidade), inclinação social (gosta de festas e reuniões) e se dá melhor com o sexo oposto do que com o próprio. Em virtude da sua grande sensibilidade, quando lhe tolhem os objetivos ou reprimem seus ideais, pode sofrer sobremaneira
do sistema nervoso. Pode ser um excelente diplomata, político, médico, psiquiatra, psicólogo, terapeuta holístico, escritor metafísico ou até viver no meio artístico, conseguindo com esta profissão fama e alta posição social.

DIA 24 = DIA DA UNIÃO 

União, harmonia, praticidade, diplomacia, amor e
alegria, fazem parte deste excelente número. O 24 é honesto, pacífico, bondoso, grande amigo, amante da verdade e tolerante com as falhas alheias. Esteja onde estiver e com quem, é quase sempre o centro das atenções, não pela beleza física ou porte, mas sim pela inteligência, calor humano e compreensão de tudo e com todos. É muito hábil em trabalhos manuais, sejam eles 
mecânicos, eletro-eletrônicos, de marcenaria, ou concertos rotineiros os mais variados. Tem, também, gostos gastronômicos, sendo excelente cozinheiro e nas festas que participa é sempre solicitado para fazer os aperitivos ou o churrasco. Em virtude da sua grande sensibilidade, tem tendência a proteger os fracos e oprimidos e a se deixar levar pelo sofrimento alheio. No amor, caso seja demasiadamente sonhador, ardente e romântico, dificilmente se ajustará à vida monótona do romance, pois se
sentirá incompreendido e solitário. Como tem presença marcante e cativante, é sempre preferível ir pessoalmente a algum lugar, em vez de telefonar ou escrever. Pode ser grande médico ou psicólogo, pois é muito sensível e compreensível. O cuidado maior é quanto à tendência negativa para o ciúme, a preguiça, a censura e a preocupação exagerada. Estes predicados negativos podem lhe causar crises psicológicas e levá-lo ao fracasso e a todo tipo de doenças psicossomáticas. Para ser feliz e vencer na vida,necessita saber que é amado e querido, pois caso contrário as tendências 
negativas especificadas acima se acentuam.

DIA 25= DIA DO PROGRESSO

O nativo deste dia, além da ambição material inerente 
ao ser humano, vive constantemente em busca do desejo da 
moralidade. É um pensador, um estudioso e, em vista disso, profundo conhecedor de vários assuntos, podendo se destacar e ter sucesso nos mais variados segmentos, como ciência, ocultismo, filosofia ou sobre a Natureza na sua mais abrangente expressão. O 25 é perfeccionista, exigente (consigo e com os outros), diplomata, versátil, com grande capacidade intuitiva, senso analítico e perspicaz. Por vezes precisa ficar a sós, em silêncio, para 
poder meditar e receber inspiração do Eu interior. Como tem dons proféticos e desenvolvida intuição, por vezes é instável e sujeito a vacilações e flutuações na sua personalidade. Tem como seu grande defeito, subestimar as suas qualidades, sendo ao longo da vida subjugado por pessoas muito inferiores a si. Como é honesto, bondoso e leal, julga que os outros principalmente os 'amigos' também o são e, assim, vive sendo usado por essas pessoas, que tudo fazem para lhe tirar dinheiro e também para fazê-lo de empregado. Apesar dessas decepções ou frustrações e fracassos ocasionais, enfrenta tudo com muita valentia, mas pode ter problemas estomacais, como úlceras, sofrer de algum mal cardíaco ou pulmonar, na qual é recomendada a total abstinência ao cigarro. Deve a todo custo evitar o álcool, pois seu organismo frágil não suporta tal vício, embriagando-se com certa facilidade e, dessa forma, metendo-se em confusões que jamais entraria se estivesse sóbrio. Será mais feliz se morar próximo da água: rios, lagos e mar.

DIA 26 = DIA DA JUSTIÇA

A justiça na sua mais pura expressão, a perseverança e a moderação são as principais características do nativo deste dia.Tem, também, grande capacidade de discernimento, competência e organização, jamais desistindo dos seus objetivos e ideais, mesmo em algumas ocasiões parecendo indeciso, não sabendo muito bem o que quer. Tem personalidade marcante e certo ar de superioridade,que com certeza lhe garantem certas inimizades e algumas perturbações. Quando é contrariado, torna-se agressivo e mal humorado . O nativo deste dia é normalmente um ser solitário, de certa forma incompreendido, parecendo frio e calculista; na realidade, é uma extraordinária alma humana, sempre pronto a ajudar os fracos, os amigos e aqueles que necessitam de ajuda humanitária.Nasceu para mandar. É muito organizado, justo, de aspecto intelectual, com grande cultura e senso de responsabilidade. É também elegante no vestir e despreza o modernismo, preferindo o convencional.
Frustrações e decepções podem lhe causar problemas
biliares, dores de cabeça, reumatismo e problemas de circulação
sanguínea.

DIA 27= DIA DA AUDÁCIA

Feliz daquele que nasce neste dia, pois a junção dos 
números 2 (dois) e 7 (sete) somados, representam o carisma do número 9 (nove). O nativo deste dia é normalmente conhecedor dos mistérios da vida e pode, se quiser, ir a extremos: para o bem ou para o mal, e normalmente com 18 anos já definiu o caminho que vai percorrer. Virtudes: dedicação àquilo que acredita, generosidade e genialidade. Fraquezas: falta de concentração e de persistência.Como lhe parece fácil realizar qualquer coisa, inclina-se a protelar tudo. Normalmente intelectual, de natureza psicológica, é admirado e respeitado por todos que dele se aproximam, conseguindo realizar sonhos de paz e harmonia entre as pessoas. Tem personalidade audaciosa, liberal, corajosa,
combativa e independente; é também grande amante da liberdade e não suporta dar satisfação dos seus atos, preferindo trabalhar só. Quase sempre bem sucedido no plano material,
dificilmente tem maiores problemas de dinheiro, pois sabe como 
consegui-lo. Tem elevado senso de fraternidade e mente Universal. É afetuoso, emotivo, nervoso e de certa maneira um tanto extravagante,principalmente em se tratando de sua aparência. O amor, a afeição e dedicação ao semelhante representam muito e é capaz de grandes sacrifícios pelos que ama. É por demais pacífico e jamais procura problemas, o que não quer dizer que seja covarde; muito pelo contrário, pois se pode tornar violento quando atingido por injustiças e ingratidões. Caso não tenha uma existência superior e altruísta, as frustrações, fracassos e
decepções podem lhe causar perturbações cardíacas e algum tipo de problema cerebral.

DIA 28 = DIA DO QUERER 

É muito contraditório, pois nasceu com o dom do querer,
mas vive se queixando. É naturalmente tímido, infeliz e até de
natureza doentia.Livre dessa face doentia poderá se impor a tudo e a todos, pelo seu admirável senso diplomático e espírito de justiça e compreensão. Será mais bem sucedido como chefe ou em atividades independentes, pois não gosta de ser mandado nem criticado. Como tem grande vitalidade e energia física, pode se
dedicar a várias atividades ao mesmo tempo sem se cansar. Como o 29, tem muitos começos e poucos fins, e por isso 
deixa de aproveitar as oportunidades de se tornar famoso e rico. 
Tem tendência a aumentar seus aborrecimentos, embora
não aparente e nem concorde com isso e, dessa maneira, se sujeita a muitos desapontamentos. É líder natural, mas falta-lhe espírito competitivo e força de vontade para lutar por seus ideais.
Para superar todos os pontos negativos, deve desenvolver otimismo, autoconfiança e perseverança de propósitos.Estudar a natureza humana, procurando compreendê-la, deixar de ser egoísta e se elevar sempre, seja no plano material como intelectual,são a base de sustentação para que atinja o sucesso e a felicidade tão almejadas.

DIA 29 = DIA DA ESPIRITUALIDADE 

Quem nasce neste dia e souber orientar sua vida para o bem, conseguirá tudo o que desejar, pois o número 29 tem a
característica de imprimir força ao nativo. É, um extremista: o 2 e o 9 levam-no ao estado de euforismo ou à melancolia. Tem grande capacidade auditiva e senso variado de humor, podendo em questão de segundos ir da alegria contagiante à mais negativa das formas: a violência. É um ser altamente espiritualizado e as pessoas que com ele convivem devem também comungar de 
seus ideais, pois caso contrário podem-se tornar seus inimigos.
Para conseguir se realizar usa de imaginação, brandura 
de modos (quando não o contrariam) além de elevado espírito de conciliação. Como é moral e intelectualmente elevado, usa a fé, o idealismo e o conhecimento inspirado para tingir seus objetivos, seus ideais. Sendo extremista, está sujeito a muitas mudanças
comportamentais ao longo de sua duradoura vida e, por isso, deve procurar interesses definidos e manter o ânimo calmo e equilibrado, pois a sua normal agitação o torna disperso, provocando muitos começos e poucos fins.Há uma grande tendência a se voltar para a religião ou esoterismo após os 45 anos e deve cuidar para não cair no fanatismo e também não induzir os demais, pois como é inspirado e cativante, tem 
facilidade de convencer quem quer que seja. Para ter sucesso na vida, necessita de harmonia em tudo e com todos, pois tem muita dificuldade em se situar no meio termo. 29 é o número do casamento e dos divórcios ou separações. Pode sofrer inúmeras decepções amorosas e, se encontrar a sua 'cara metade', normalmente casa-se cedo. Porém necessita controlar suas emoções e evitar atitudes apaixonadas, pois as uniões desfeitas causam-lhe imensos sofrimentos e dificuldades para se ajustar a uma nova relação.Apesar de ser um pacifista, diplomata e conciliador, pode se tornar agressivo fisicamente, quando os seus princípios são violados ou as coisas não correm como gostaria, causando-lhe grande perda de energia e levando-o a se tornar irascível e até insuportável. As frustrações, desenganos e derrotas eventuais, podem lhe causar perturbações estomacais e demais órgãos do aparelho digestivo, ou mesmo moléstias de difícil diagnóstico e que se curam de maneira misteriosa. Tem tendência à obesidade e, por isso, deve controlar a alimentação e bebida. Fumar lhe é altamente prejudicial à saúde.

DIA 30= DIA DA REALIZAÇÃO

Manifestação, expressão, imaginação, liberdade, prazer em viver e comunhão com todos, são os principais predicados do nativo deste dia.Detesta ser criticado, pois é altamente sensível e não suporta se ver ' despido' de seus princípios e ideais. O 0(zero) à direita do 3 (três) mostra claramente que existe uma tendência à auto-anulação, à auto-desvalorização, subestimando-se em demasia.Precisa constantemente se conscientizar de seu grande valor e de sua habilidade em superar dificuldades e, principalmente, impor-se antes a si próprio para depois conquistar o respeito e a admiração dos demais .É muito apegado à família e aos amigos; é bom e digno de confiança. Tem personalidade marcante, de certa forma
perfeccionista, independente e não suporta ser mandado ou trabalhar em cargos ou funções subalternas . Caso não seja moralmente desenvolvido, poderá tentar atingir seus objetivos de forma ilegal, fraudulentamente, usando de artifícios pouco convencionais (chegando mesmo a ser cruel), e como não 
consegue disfarçar seus sentimentos, quase sempre é pego e acaba se arruinando e arruinando os parentes, principalmente aqueles mais próximos,como filhos, irmãos ou o cônjuge. Fora desse lado negativo, normalmente é compreensivo e 
tolerante com tudo e com todos (apesar de às vezes pensar que está sempre certo). Possui natureza jovial, altiva, dotes comerciais e grande capacidade para comandar e para ocupações que exijam
sociabilidade e diplomacia. Quando lhe tolhem seus ideais ou frustram seus objetivos, o seu sistema nervoso sofre sobremaneira. 

DIA 31 =DIA DA HABILIDADE

Como o número indica, os seus nativos possuem grande habilidade, capacidade, autoridade, ordem e segurança econômica, e dão mais valor às suas realizações do que a si próprio. É excelente em trabalhos comunitários ou em conjunto,mas dificilmente se adapta a regras e regulamentos. Como confia em todos, por causa da sua boa fé,normalmente é mal interpretado e enfrenta mais obstáculos que os demais, pois pensa que todos são como ele, honestos, retos e competentes, o que não é verdade e, assim, está sempre às voltas com problemas financeiros e também profissionais.O nativo deste dia vive num mundo só seu e a maioria das pessoas tem certa dificuldade em compreendê-lo e para viver bem em sua companhia, a pessoa deve ser leal e compreensiva. Faz amigos e inimigos com a mesma facilidade..São suas características marcantes: trabalhar duro, ser honesto, leal, determinado e econômico. Jamais esquece um favor ou uma ofensa. Adora um lar e crianças. Sempre que possível, deve-se casar cedo, pois a responsabilidade doméstica lhe é benéfica, trazendo paz e estabilidade à sua vida atribulada. Gosta de viajar e não suporta viver só. É teimoso e insistente em seus pontos de vista,ficando profundamente desapontado consigo mesmo quando não consegue realizar seus objetivos, levando-o a ter dores de cabeça e problemas cardíacos.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis